Trombose venosa profunda (TVP)

A trombose venosa profunda (TVP) é uma doença grave na qual um coágulo se forma nas veias profundas da perna ou na panturrilha e bloqueia o fluxo sanguíneo. A TVP pode causar inchaço, vermelhidão e dor nas pernas, mas também pode ocorrer sem a presença desses sintomas. A TVP pode se tornar uma condição com risco de vida se o coágulo se soltar de sua localização original na veia e circular através da corrente sanguínea em direção aos pulmões. Esse evento potencialmente fatal é conhecido como embolia pulmonar (EP). Aqui você pode encontrar mais informações sobre a TVP e soluções para sua prevenção.

Middle-aged man reading a paper

O que é a trombose venosa profunda?

A trombose venosa profunda (TVP) é uma doença grave na qual um coágulo se forma em uma ou mais das veias profundas.

Illustration deep vein thrombisis

Os sintomas de um dvt podem passar despercebidos.

O que causa a TVP?

A trombose venosa profunda é geralmente causada por uma combinação de diferentes condições subjacentes:

Restrição de movimento

O fluxo sanguíneo nas veias diminui devido à restrição de movimento por um longo período de tempo (uma doença, após uma cirurgia, viagens de longa distância).

Coágulos se formam mais facilmente do que o normal

O risco de contrair TVP é aumentado com uma condição que faz o sangue coagular (coagulação) mais facilmente do que o normal. Algumas dessas condições incluem:

  • Câncer e tratamentos para câncer
  • Doença cardíaca e doença pulmonar
  • Trombofilia, uma condição genética em que o sangue tem maior tendência para coagular

Infecções ou inflamação

Infecções ou inflamação podem promover a formação de trombos, afetando a superfície de revestimento da veia, por exemplo, através de danos na parede do vaso e aumento da coagulabilidade.

Vasos sanguíneos danificados

Se a parede de um vaso sanguíneo estiver danificada, pode ficar estreita ou bloqueada, o que pode causar a formação de um coágulo. Vasos sanguíneos podem ser danificados por lesões como ossos quebrados ou danos musculares graves.

Gestação

As TVPs são raras durante a gestação, embora as mulheres grávidas tenham 5 a 6 vezes mais probabilidade de desenvolver trombose do que as mulheres não grávidas da mesma idade. Um coágulo pode se formar em qualquer estágio da gestação e até seis semanas após o parto.

Além disso, existem vários fatores de risco para o desenvolvimento de TVP.

Quais são algumas das possíveis complicações da TVP?

Cerca de um em cada dois a três pacientes com TVP prévia desenvolverá uma complicação de longo prazo conhecida como síndrome pós-trombótica (SPT), apesar de receber um tratamento anticoagulante ideal. A SPT é uma doença progressiva e pode aparecer na forma de dor crônica, inchaço e descoloração da perna e, em estágios avançados, como úlceras abertas nas pernas.

A probabilidade de formação de outro coágulo é alta, uma vez ocorrido um evento de TVP. Os efeitos da TVP são duradouros e podem diminuir substancialmente sua qualidade de vida.

Outra complicação da TVP é uma condição conhecida como embolia pulmonar (EP), que ocorre quando um coágulo se solta e viaja através do vaso até os pulmões. Uma embolia pulmonar pode ser fatal se o coágulo bloquear significativamente o fluxo sanguíneo através dos pulmões.

Quais são os sintomas da TVP?

Quase 50% de todos os casos de TVP não têm sintomas visíveis. Se os sintomas estiverem presentes, eles podem incluir dor e sensibilidade nas pernas, inchaço no músculo da panturrilha, tornozelo, pé ou coxa - geralmente em apenas uma das pernas. Às vezes, a pele fica quente e avermelhada.

SA_Man_Grafik_Sigvaris.jpg

Corro risco de desenvolver TVP?

Você tem mais de 60 anos idade? Você está viajando longas distâncias, sentado por tempo prolongado e com a mobilidade restrita? Está com sobrepeso e/ou tem um estilo de vida sedentário? Se você respondeu sim a qualquer uma dessas perguntas, corre o risco de desenvolver TVP.

Outros fatores de risco incluem:

  • Cirurgia (especialmente ortopédica) ou lesão grave
  • Tabagismo
  • Veias varicosas
  • Altos níveis de estrogênio, como ocorre durante a gestação ou com o uso de pílulas anticoncepcionais (contracepção hormonal)
  • Câncer
  • Repouso prolongado na cama ou imobilidade, por exemplo, durante hospitalização

Como a TVP é diagnosticada?

O diagnóstico de TVP pode ser feito rapidamente com uma simples ultrassonografia, que é indolor e sem riscos. Um exame de sangue específico pode ser realizado para medir o nível de "dímeros D", que é um sinal de coagulação recente. O diagnóstico e o tratamento precoces reduzem bastante o risco de complicações sérias.

Existem outros testes que seu médico pode recomendar dependendo do seu histórico médico.

Como posso evitar a TVP?

A TVP é um evento raro que, infelizmente, pode evoluir para condições graves e potencialmente fatais. Certos fatores de risco aumentam a probabilidade de desenvolvimento de TVP. Esses fatores de risco são cumulativos: quanto mais você os tem, maior o risco. Além disso, uma vez ocorrido um evento de TVP, a probabilidade de formação de outro coágulo é alta.

Você e seu médico podem trabalhar juntos na identificação de situações de alto risco e elaboração de estratégias para reduzir o risco de desenvolvimento de TVP e/ou EP.

Algumas das medidas mais eficazes para a prevenção da trombose venosa profunda incluem

  • Exercício regular, incluindo alongamento e movimento das pernas, ao viajar
  • Parar de fumar.
  • Tentar manter um peso corporal normal
  • Manter uma dieta saudável
  • Usar meias/meias-calças de compressão medicinal graduada

Por que usar meias de compressão graduada?

Seu médico pode prescrever meias de compressão que forneçam uma compressão graduada, mais forte no tornozelo e mais suave no topo da meia.

A compressão graduada ajuda a prevenir um evento de TVP e complicações associadas, melhorando o fluxo sanguíneo de volta ao coração. A compressão reduz o diâmetro das veias, aumentando a velocidade do fluxo sanguíneo nas veias e reduzindo o risco de formação de coágulos.

Experimente os produtos Sigvaris

A Sigvaris oferece uma ampla gama de meias de compressão graduada prontas para o uso, incluindo opções de fibra natural. Todas as nossas fibras são duplas, proporcionando uma meia durável e com um ajuste confortável.

Você sabia...?

  • 74% dos adultos têm pouca ou nenhuma consciência sobre a TVP.
  • Uma mulher grávida tem 5 a 6 vezes mais chances de desenvolver TVP do que uma mulher não grávida.
  • 40% dos pacientes com TVP existente apresentarão mais sintomas de TVP dentro de 1 a 2 anos.
  • O uso de meias de compressão reduz o risco de desenvolver TVP e complicações associadas.

Sumário

A trombose venosa profunda (TVP) é classificada como uma doença venosa aguda.

Informações médicas básicas sobre distúrbios venosos

  • Com o termo Doença venosa crônica (DVC), descrevemos uma condição duradoura, que envolve o comprometimento do retorno venoso.
  • Se as válvulas das veias não fecham adequadamente, ocorre um refluxo: o sangue vaza no sentido descendente e estagna na veia, levando à hipertensão venosa. Essa condição é conhecida como insuficiência venosa crônica (IVC), podendo resultar em edema, alteração da pele e, em alguns casos, ulcerações.
  • Se não for tratada, a insuficiência venosa crônica pode resultar no desenvolvimento de distúrbios graves, incluindo flebite e embolia pulmonar. Para distinguir as diferentes manifestações de DVC, usa-se o sistema de classificação CEAP.
  • As doenças venosas agudas geralmente ocorrem sem condições pré-existentes, mas elas também podem ser desencadeadas por doenças venosas crônicas. De qualquer forma, o tratamento médico é necessário imediatamente. Doenças venosas agudas incluem tromboflebite superficial, trombose venosa profunda (TVP), embolia pulmonar, síndrome pós-trombótica e ruptura de veias varicosas.